2009
03.31
Clic para ampliar
Matéria da revista Overall.
Prestige
Top Sports
Stones
Raticida skatepark
prestige...

prestige...

Olá amigo(a)s leitores do skatecurosidade

Na revista Overall de 1989, saiu matéria do Skater Fábio Bolota, com titulo : Onde se andar de skate em São Paulo, matéria trazia um “cotação”das pistas, detalhes e localização.

ZN Skatepark –
Localizada da rua Guacá em Santana
Snak gigante, mini rampa e multi transições.

Prestige Skatepark –
Localizada rua Schilling , vila Hamburquesa
half Pipe concreto, mini rampa com transfer e espaço para freestyle, som, iluminação, lanchonete, e skate shop.

QG skatepark
Localizada r Gontijo Carvalho – Pinheiros
Half pipe concreto e banks forma de oito
skate shop, som.
Foi palco da apresentação do skater Christian Hosoi.
esta pista já foi matéria no skatecuriosidade com Pista extinta.

Top sport skatepark
Localizada rua Cardoso de Almeida – Perdizes
Dois Halfs com 10 m comp, 3 de altura e 30 vertical com exteção e canion.
banks em forma de oito com coping ferro, area para street, skate shop, lanchonete, vestiário.

Ultra skatepark
localizada Av Santo Amaro – Brooklin
Half Pipe madeira 3.5 m de alura, 8 de largura, com duas extensões, mini rampa com transfer revestida de metal, toda coberta, som, iluminação, skate shop.
Foi pista de origem de toda uma geração skaters do final dos 80 inicio de 90.

Stones skatepark
Localizada João Dias – Santo Amaro
half Pipe concreto 10 m larg, 3.30 m de altura e 10 de comp.

Polato skate park
Localizada Av sete de setembro – Vila Galvão Guaraulhos
Bowl de concreto, mini rampa, área de street, som, iluminação, skate shop, lanchonete, vestiário.
Foi escola do skater Lincon Dio Ueda o Japones voador.
esta pista já foi matéria aqui no skatecuriosidade, como pistas extintas.

Rampa da Fox
Localizada R. Maria Cândida – Vila Guilherme
Half Pipe de concreto, mini rampa com corner.

Raticida Skate park
Localizada Av. Paes de Barros – Moóca
Bolw de concreto (1988) com 4 m altura e 30 de vert 8 de diâmetro, skate shop.

Tive a oportunidade de andar em quase todas estas pistas!! algumas boas, e outras mal feitas, asperas, tortas, mas a única opção para muitos skaters.
Nenhuma delas resistiu, ao tempo e a especulação imobiliária, e principalmente a baixa do skate do inicio dos anos 90.

Revista e jornais – acervo Eduardo Yndyo.

Abraço a todos

9 comentários para

Comentári
  1. Que pena!! Imagina se tivéssemos todas estas pista hoje?!…
    Abraço

  2. Quebrei o braço no banks do QG, o primeiro osso a gente nunca esquece, ehehehe.

  3. Andei nesta pista durante muito tempo,na verdade aprendi a adorar o vertical neste half. Mas é uma pena que hoje no local existe um hospital ao invés de um investimento para que a mesma continuasse até os dias de hoje.

  4. Altas sessions com Mureta na Stones…aliás tinha uma áreazinha pra street também, com duas rampinhas e uma outra junto a uma parede…altos wall rides..
    A ultra também era bacana…mas não era na Av. Santo Amaro e sim na Av. Morombi.
    Abraço a galera da melhor geração do skate, música, tendencias e amizades…a galera 80’s

    • Tb andei na ultra lá comprei meu primeiro skate , é tb na Stones lá já estava desativada na minha época. Mureta ,Porque, Ueda e outros nestas pistas, altas lembranças!!!!!

  5. Que nostalgia!!! A maioria dessas pistas eu tive o privilégio de andar. Um salve a todos e em especial ao Yndyo que dá o sangue pra manter esse canal de divulgação do skate.

  6. Meu primeiro capote em pista foi no QG ( em suas rampas de madeira ) e o último foi na Prestige… Bons tempos que não voltam mais…
    SKATE OR DIE !!!

  7. muiiiita saudade do QG. as rampas de madeira, meu primeiro drop no half…. o banks….
    pqp…. só saudade…..
    SKATE OR DIE!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. Stones, eu fiz parte dessa época, ajudei na construção. Mureta era o cara mais local, bons tempos!!

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.